Tipos de Espada

Cada espada é caracterizada por sua forma, método de fabricação (forja), tamanho, têmpera e polimento. Alguns tipos de espadas são característicos de períodos históricos.

  • Ken: Espadas retas de dois gumes. Ou são Jokoto ou são espadas rituais.
  • Tachi: Lâminas de 65 a 75 cm de comprimento, caracteristicamente com curvatura acentuada e ponta mais fina do que a base. Quando maiores que 90 cm de comprimento são chamadas de O-Dachi. Quando menores do que 65 cm, mas com a mesma forma, são chamadas de Ko-Dachi. Comuns no Período Heian até Muromachi (koto), são portadas penduradas do obi com o gume para baixo.
  • Katana: Substituiu a Tachi à partir do período Muromachi (Koto, Shinto em diante). Lâminas de 60 cm de comprimento ou um pouco maiores, porém de forma mais robusta e compacta, com curvatura menos acentuada e ponta maior do que as Tachi. Portadas enfiadas dentro do obi com o gume voltado para cima, o nome virou sinônimo de espada japonesa. Uma forma especial de Katana, a Uchigatana, era uma Katana menor do que 60 cm de comprimento, com uma curvatura maior e confeccionada para ser usada com uma mão.
  • Wakizashi. São lâminas entre 30 até 60 cm de comprimento, geralmente 40 cm de comprimento, com a mesma forma e montagem da Katana. Acompanham a espada maior e seu conjunto é denominado Daisho. Tornou-se sinônimo da classe samurai pois apenas eles poderiam portar as duas espadas no período Edo.
  • Tantô: Lâminas menores do que 30 cm de comprimento, geralmente com 27 cm de comprimento, são denominadas tantô. Sua montagem é semelhante à de espadas maiores.